segunda-feira, 21 de julho de 2014

Estranha Obsessão

Está obra cinematográfica é simplesmente sensacional, seu andamento não é convencional, mas o espectador é compelido a viver a vida e os pensamentos do personagem Tom Ricks - aqui interpretado brilhantemente Ethan Hawke. 
Muitos espectadores podem não gostar do filme, por ter um enrendo focado no subconsciente deste personagem, um professor norte americano que viaja a Paris atrás de um novo encontro com sua família. No entanto, uma ordem de restrição judicial impede de se aproximar de sua ex-esposa e sua filha, o que leva a agora somente observá-la a distância, pois a tentativa de reverter essa restrição judicial são remotas, em virtude fundamentalmente de seu passado sombrio.
Tendo seu objetivo principal de sua viajem não realizado o personagem se perde pela cidade de Paris e fica ainda mais delicada sua situação ao ser assaltado, perdendo sua bagagem e dinheiro. Assim procura abrigo e emprego num pequeno hotel em Paris, servido de vijia numa atividade certamente ilegal. 
Na tentativa de ter de volta sua rotina e inspiração para voltar a escrever, pois é um autor de apenas um único romance, conhece Margit uma misteriosa mulher que envolve Tom num trama psicológico, tornando assim uma inspiração para esse professor - autor literário. Seu trama psicológico reforça uma tese, o sexo e a tragédia deve ser a inspiração de seu novo livro, pois a perda, a conquista, o Amor, o Sexo e as grandes tragédias românticas são temas instigantes na literatura.
Desse jeito, o personagem desenvolve uma obsessão por está mulher, pois se torna o único meio para trazer novamente sua vida a normalidade. 
Entretanto essa nova amente e musa inspiradora não torna-se a única nova mulher na vida de Tom, pois o mesmo se envolve com a linda polonesa Nathalie, que vem a ser a esposa do dono do hotel em que mora, que trabalha em atividades certamente ilegais. Nathalie é uma mulher, jovem, encantadora e sonhadora que ver em Tom o homem que pode trazer esperanças de uma vida que sempre idealizou, contudo Tom não está preparado, pois sua mente é delirante, acreditando assim que o maior perigo de sua vida é ele mesmo, pois tudo que toca se destrói.
Essa trama, com toques de surrealismo, não tem em mutos sentidos uma explicação lógica, mas seu diretor consegue transitar harmoniosamente entre o Drama, Romance e o Suspense. 
Assim assita esse filme, não procure nele qualquer explicação e simplesmente aprecie cada minuto.  
  

quinta-feira, 10 de julho de 2014

"Esse é o Pará que a gente faz".

A Segurança Pública no Estado do Pará beira o caos. A duas horas os policiais militares do CIOP/PA negam deliberadamente atender minha ocorrência Policial de Número 693 no Bairro de São Brás. Dar para ouvir brincadeiras e chacotas para com o cidadão. E nenhuma providência é tomada. Dessa maneira o estado de insegurança Pública só se agrava. Só tenho a dizer que como cidadão fui ofendido e desrespeitado. Esses policiais que não horam sua farda, pois se negam até mesmo a se identificar, são covardes e não aprenderam que a Segurança Pública é um dever do Estado e um direito de todos os cidadãos. Vou pensar nisso nas eleições de outubro.

Enquanto isso a página da Polícia Militar do Estado do Pará no link da Corregedoria da PM. Totalmente fora do ar (Como pode-se ver na imagem, acima), isso é um deboche para com a população, pois nega o mínimo de informação para a denúncia destes policiais. 
Como diz o slogan do Governo: "Esse é o Pará que a gente faz". 

terça-feira, 8 de julho de 2014

Depois da Derrota...reflexões a ser fazer.

Hoje tenho certeza que testemunhei um momento histórico, nunca tinha presenciado uma derrota tão vexatória da Seleção Brasileira. Uma derrota por 7 x 1 nem nos maiores pesadelos. 
O futebol é um esporte coletivo e o maior erro foi apostar exclusivamente num único talento, este esporte é apaixonante pelo poder do trabalho e da competência, mas sobretudo pelo trabalho coletivo. Nossa seleção se apequenou hoje, vai ter que melhorar muito nos próximos anos para tentar apagar esse derrota e este sentimento de derrotismo para voltar a ser campeão. 
A Alemanha mostrou hoje o ápice do que é trabalho, planejamento e estratégia num trabalho coletivo, uma  verdadeira equipe, e o que impressiona que a todo momento jogou sério e como se diz na gíria do futebol sem "firulas".
Organização e planejamento foi o que a Alemanha mostrou hoje, e está mostrando ao mundo não apenas no futebol, mas nas artes, nas ciências, no respeito ao Meio Ambiente e na educação. O conjunto da obra é que me traz vergonha e humilhação.
Nesta Copa se falou muito da falta de equilíbrio emocional de nossos jogadores, mas o que faltou foi um trabalho sério, pois não somos uns artistas da bola, não ganhamos nada há muito tempo, nem nossos clubes em torneios internacionais. Para completar, a Confederação de Futebol é uma das instituições mais corruptas do país, onde não interessa a emoção e a paixão do torcedor, mas o dinheiro nas caixas registradoras. Neste ambiente não se poderia esperar trabalho e organização.
O legado desta copa....só podemos esperar para daqui a alguns anos, sendo uma Alemanha, mas não no futebol. 
Sonhar não custa nada.