segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Antes da Meia Noite

Antes da Meia Noite fecha uma trilogia de um grande Romance, desses que se escreve com o "R" maiúsculo, e que nos faz refletir e pensar.
Essa estória tinha que ter um final, e um fim mais real do que esse impossível. Quando pensa-se num romance e certo que vem em nossas mentes, os Super Heroes ou o final feliz, mas no Amor, o "Felizes para sempre" não existe, e talvez nunca existirá.
No filme o casal Jesse e Celine não tem a paixão e a juventude dos seus "vinte e poucos anos", não tem o doce sabor do reencontro quando estão com seus "trinta e poucos anos", mas agora estão com seus quarenta anos, com responsabilidades, trabalho e seus filhos para educar. Deste vez Jesse quer se entender com seu filho, do primeiro casamento, quer ser presente em sua educação e na sua vida. Celine por sua vez, está em volta de dúvidas, entre aceitar um novo trabalho ou manter a sua vida, de momentos de tédio e amargura do cotidiano.
O que acontece com os personagens neste momento de suas vidas, certamente uma crise no relacionamento. No entanto, o que me chama a atenção é a capacidade de nos enxergar na vida desses personagens, em que num relacionamento a dois, as vezes perde-se a paixão, mas ganha a cumplicidade e a intimidade. Assim podemos falar de qualquer assunto, qualquer medo, qualquer rancor, do ciúme as frustrações pessoais. E isso para mim é o Amor, na interpretação máxima de seu termo.
Como ponto alto do filme, temos o belo cenário a Grécia - onde o filme foi filmado -, e a vivacidade dos diálogos, certamente ambos espetaculares. 
Para resumir esse filme fico com o trecho final da crítica de Andreia Bersot "Antes da Meia-Noite nos mostra que não existem vilões, e que o “final feliz” é buscado todos os dias, em todos os momentos, passando por todos os obstáculos e prazeres da convivência, e é justamente essa busca que faz do amor um sentimento real.". 
Filme mais do que recomendado, o tempo passa que nem nos percebemos. 

Nenhum comentário: