quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Bons resultados

"Em 2008, o Conselho Monetário Nacional aprovou resolução exigindo regularidade fundiária e ambiental para a concessão de novos financiamentos rurais na Amazônia. Essa medida causou uma redução na oferta de crédito no bioma de R$ 2,9 bilhões. Essa redução de crédito provocou uma redução no desmatamento. O desmatamento evitado entre 2008 e 2011 foi de aproximadamente 2.700 km. Isenções podem ser repensadas, principalmente no caso dos produtores beneficiários do Pronaf, que foram mantidos fora do escopo da resolução. Informações do Inpe têm apontado para uma alteração na composição do desmatamento, com aumento da participação dos pequenos focos. A constatação de que a redução de crédito reduziu desmatamento ccoloca desafios para o desenho de políticas que envolvam aumento de recursos financeiros para a região, como é o caso das políticas que envolvem pagamentos por serviços ambientais", artigo de Juliano Assunção, Clarissa Gandour, Romero Rocha e Rudi Rocha - O Globo, 13/2, Opinião, p.17.

Nenhum comentário: