segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios

Com um título poético como esse é de se esperar um grande filme, merecedor de todos os prémios - Melhor filme do Festival de Huelva (Espanha) em 2011 e de melhor atriz, para Camila Pitanga no Festival do Rio em 2011.
No entanto, os méritos param por aí em minha modesta opinião. Não conheço o livro que originou o filme de Marçal Aquino, mas o filme carece de um bom roteiro, por exemplo, a imagem inicial é completamente sem sentido e fora de contexto.
Outro fato completamente sem sentido para mim foi o personagem de  Viktor (Gero Camilo) que é apaixonado por Cauby (Gustavo Machado), no entanto o mesmo exerce a função de Jornalista, que mais parece um colunista social, entretanto não faz sentido um profissional desses numa cidade do interior da Amazônia.
O único ponto positivo no filme é a bela interpretação de Camila Pitanga, dando vida e voz a instável Lavínia, uma ex-prostituta, drogada que se casa com o pastor Ernani (Zé Carlos Machado) e é "salva" pelas palavras de Deus. Contudo Lavínia não é nem um pouco devota, em minha opinião, e tudo isso acaba em um tórrido triângulo Amoroso, quando a mesma conhece Cauby. 
A Amazônia enquanto cenário de um filme é maravilhoso, pois temos belas imagens para mostrar, contudo o Estado do Pará, a bela Santarém que sérvio de cenário para o filme, merecia uma melhor história. Mas logo mais este filme será "cult", classificação essa que não entendo bem, mas como não sou um critico de cinema...  

Nenhum comentário: