quarta-feira, 13 de junho de 2012

E a Rio+20...

Como morador da região Amazônia, não poderia deixar de me manifestar sobre a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável. Até porque, é impossível não abordar esse tema no país sem mencionar a região em que sou morador.
A região Amazônica, entre outras coisas, possui uma rica biodiversidade, é uma das maiores concentrações de água doce no planeta, possui recursos minerais em abundância e, sobretudo ainda mantém uma populações indígenas e locais que preservam o Meio Ambiente.
Os Amazônidas, por tudo que mencionei, deveriam ser os protagonistas dessa conferência, suas manifestações devem ser a preocupação mundial, os investimentos em política públicos, que preservem o meio ambiente devem preservar esse bioma, os investimentos em ciência e tecnologia devem ser a "chave" para o Desenvolvimento Sustentável deveria divulgar para as nações do mundo.
Contudo as questões econômicas se sobressaem perante as questões ambientais, no entanto os líderes mundiais parecem que não entendem que "crise econômica" numa ora vai ser superada, a "crise ambiental" pode ser uma caminho sem volta, pois o meio ambiente saudável é necessário para a garantia de um Direito Fundamental para todos os povos, que é o direito a vida.
Que possa ler essas palavras pode achar que estou exagerando, mas o código florestal brasileiro, a bancada ruralista no congresso nacional e  a construção da Usina de Belo Monte, não me deixa mentir.

Nenhum comentário: