quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Futebol no Egito???

Há poucos meses assistimos pela TV ao que foi denominado de "primavera árabe", que por meio das redes sociais a população se articulou e destituiu governos ditatoriais, numa demonstração de o início da Democracia e vários países do norte da África e do Oriente médio.
Assim a luta armada e o enfrentamento da população com tropas do governo tinham um claro viés político e abusos, aconteciam, num claro desrespeito aos Direitos Humanos, tanto pelo governo quanto a população. Na imprensa internacional, de certo modo, esses abusos eram tolerados, mas claro que alguma coisa não estava correta.
Até que, numa partida de futebol realizada no Egito, país com maior poder econômico nesta região do norte da África acontece uma verdadeira batalha entre torcedores, com um resultado trágico de 74 mortes até a presente hora e mais de 150 feridos, numa clara demonstração de irracionalidade de certo grupo de pessoas e ausência do Estado, enquanto ente garantidor da Paz Social.
Esse ato de barbárie comprova que o respeito a Dignidade da Pessoa Humana e a Democracia ainda não foi consolidada no Egito, que é considerados por muitos analistas uma referência política na região.
Assim completo dizendo que o esporte deve ser considerado um instrumento de lazer e diversão, jamais de demonstrações gratuitas de uma violência desmedida, o que hoje tivemos foi um péssimo exemplo no Egito, que espero que não se repita para o bem da Democracia neste País e o fortalecimento das instituições do Estado.

Nenhum comentário: