domingo, 6 de novembro de 2011

O Palhaço

O cinema nos proporciona sensações maravilhosas, às vezes nos faz ri, outras vezes, se emocionar, mas certamente é uma diversão maravilhosa. Foi esta sensação maravilhosa, que mistura riso e emoção que compartilhei assistindo ao filme o Palhaço, dirigido com simplicidade, mas não menos brilhantismo por Selton Mello, que também atua no filme, protagonizando o personagem Pangaré, que acompanhado de outro palhaço chamado de Puro Sangue (interpretado com maestria pelo ator Paulo José), foram uma dupla de palhaços de um pequeno circo do interior.
O filme, conta com maestria e simplicidade, a histórias de artistas de um circo combalido do interior que mesmo com a maior simplicidade e os seus poucos recursos amam o que fazem e cultivam seus sonhos, mesmo nos momentos de maiores dificuldades, sem dinheiro, sem identidade e sem Amor. Mas apesar de tudo se superam com riso e bom humor, mas que as vezes as angústias do dia a dia o façam duvidar de sua alegria.
Numa época do stand up, nada melhor que retornamos a origem do humor. O Palhaço é um filme que realmente vale a pena.

Nenhum comentário: