sábado, 23 de abril de 2011

"criatividade representa a emergência de algo único e original" (Anderson, 1965) - A Origem

Nossos sonhos são acima de tudo uma experiência de significados diversos fruto da imaginação do nosso inconsciente. Por ser uma experiência fora da realidade, transforma em algo mágico, maravilhoso e surreal. Nos sonhos podemos ser qualquer coisa, ter super poderes, mas sobretudo é a externalização de uma realidade que gostaríamos que existisse.
É nesse universo que se passa o filme a Origem, uma ficção científica das melhores, onde o personagem Coob, interpretado por Leonardo Dicaprio, pode adentrar do inconsciente das pessoas para obter seus maiores segredos.
Sem dúvida alguma o filme é de um roteiro fora do comum, que abusa de efeitos especiais, mas é um divertimento prazeroso e nervoso, que hipnotiza o espectador do início ao fim das suas mais de duas horas de filme, sem perder sua magia. No filme de boas interpretações, mas nada de algo surpreendente, somente é desnecessário a figura da máquina de invadir sonhos, que parece em todo o filme um simples acessório ao lado do elemento da criatividade humana
Nem Freud, no livro a interpretação dos sonhos, poderia prever tanta criatividade. Vale à pena assisti-lo.

Nenhum comentário: