sábado, 30 de outubro de 2010

Eleições no Pará e no Brasil.

Daqui a algumas horas iniciam-se as eleições 2010, em seu segundo turno, na qual elegeremos candidatos a Presidência da República, e no caso do Estado do Pará também para o cargo de governador do Estado. Como foi dito várias vezes neste humilde blog, nestas eleições acredito que enquanto sociedade demos alguns passos para trás, no que tange ao sentido da Democracia. As campanhas eleitorais de todos os candidatos, em âmbito estadual e federal foram de poucas propostas, falaram-se mais em Deus, aborto e copa do mundo, do que Meio Ambiente, Ciência, Tecnologia e Lei Kandir.

Assim elegemos os representantes que merecemos, contudo não devemos eleger como "culpados" somente a sociedade - ainda pouco acostumada com o regime democrático -, pois ao mesmo tempo em que elegemos palhaços (por favor, não é um termo pejorativo) e ex-jogadores de futebol, conseguimos, por iniciativa popular, incluir no ordenamento jurídico brasileiro a conhecida "Lei da Ficha Limpa", que definitivamente regulamenta o princípio constitucional da moralidade no processo eleitoral.

Mesmo com avanços e muitos retrocessos, processo eleitoral ainda é algo distante e confuso para o cidadão, que não sabe ainda o poder e o valor seu voto, e está distante das mudanças adivindas da reforma do código eleitoral, que valerá nas eleições futuras, assim o artigo que pode ser ler aqui, pode ser enriquecedor.


Nenhum comentário: