terça-feira, 12 de outubro de 2010

Contradição Católica

É verdade, não sou muito religioso, apesar de que fui criado pelas ensinamentos católicos.  Contudo a vida não faria sentido sem termos fé, está fé materializada em algo que acreditamos, pois somente pela fé é que alcançamos uns instantes de reflexão, paz e tranquilidade.

As vezes me pergunto no que me deixou pouco religioso??? Acho que foi quanto estudava para fazer a primeira comunhão, pois questionava que aqueles ensinamentos de solidariedade e amor ao próximo, que não era de um todo sentido praticado pela igreja católica, pois via que as vezes a mesma era distante dos problemas das pessoas. 

 Com o tempo fui aprender que o que tanto questionava era explicado pela Teologia da Libertação. Esta Teologia cristã, tem por escopo a reflexão sobre a pobreza e a exclusão social, por meio da fé cristã. Assim essa teologia, busca por meio do engajamento político dos cristãos a construção de uma sociedade mais justa e solidária. Contudo parece que está reflexão perdeu um pouco de sentido com o avanço da globalização, que pretende nos tornar pessoas iguais, individualistas e egoístas. 

Entretanto mesmo que com esta constatação, me causa espanto a contradição da Igreja Católica de hoje representada pelo Papa Bento XVI. E no Sínodo de Bispos sobre o Oriente Médio o Papa faz  uma dura condenação ao capitalismo, assim são suas palavras “Achamos que as potências do mundo moderno, os capitais anônimos que escravizam os homens (...) são um poder destrutivo, que ameaça o planeta”, contudo essas são as notícias que seguem a nós do Vaticano, aqui e aqui. Fica para nós a reflexão.

Nenhum comentário: